A medicina chinesa fornece uma alternativa testada pelo tempo quando se trata de Rinite Alérgica e outras alergias.

Na Medicina Chinesa, a maioria das enxaquecas são devidas a uma subida do Qi em contracorrente para a cabeça.

Segundo a teoria médica chinesa estão há muito definidos os mecanismos responsáveis para cada um dos sintomas pré-menstruais.

A medicina chinesa fornece uma alternativa testada pelo tempo quando se trata de Rinite Alérgica e outras alergias.

Na Medicina Chinesa, a maioria das enxaquecas são devidas a uma subida do Qi em contracorrente para a cabeça.

Segundo a teoria médica chinesa estão há muito definidos os mecanismos responsáveis para cada um dos sintomas pré-menstruais.

Ao contrário de outras situações, a literatura médica chinesa é praticamente unânime na sua descrição dos mecanismos associados a este distúrbio.

Artrite Reumatóide é uma das doenças ocidentais que para Medicina Tradicional Chinesa se encontram no que esta designa de síndroma de obstrução dolorosa.

A medicina tradicional chinesa tem tratado a depressão com sucesso há mais de 2000 anos, com várias combinações de acupuntura, fitoterapia…

O que podemos tratar

A Medicina Tradicional Chinesa (ou MTC) está documentada há pelo menos 3500 anos, e é composta por diversas técnicas, a Acupunctura, a Massagem Tuína, a Ginástica Energética (Tai Chi Chuan, e Qi Gong), e uso de plantas medicinais (Fitoterapia), e a Dietética. Estas técnicas têm sido utilizadas ao longo de milhares de anos na região da China, e foram divulgadas na Europa e EUA, especialmentenas últimas décadas, tendo sido, curiosamente, os Jesuítas Portugueses os primeiros a trazer alguns dos tratamentos de origem chinesa para a Europa.

O relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), publicado em 2003 “ACUPUNCTURE: REVIEW AND ANALYSIS OF REPORTS ON CONTROLLED CLINICAL TRIALS”, WHO, 2002, ISBN 9789241545433, apresenta as patologias, condições ou sintomas em que a Acupunctura tem aplicação como uma alternativa terapêutica.

Estas patologias/condições/sintomas encontram-se divididas em 4 Grupos:

  • 1. patologias/condições/sintomas onde a Acupunctura demonstra uma evidência não questionável!
  • 2. patologias/condições/sintomas onde a Acupunctura evidencia Melhorias que requerem mais e melhor demonstração.
  • 3º patologias/condições/sintomas onde a Acupunctura evidencia algumas melhorias, apenas em estudos de caso, mas em que o tratamento é também difícil na medicina ocidental.
  • 4º patologias/condições/sintomas onde a Acupunctura evidencia pode ser usada como meio de tratamento desde que se disponha de conhecimentos médicos actuais, e equipamento adequado de monitorização.

Deve ainda acrescentar-se que o facto da matriz em que se fundamenta a Medicina Tradicional Chinesa, se revelar particularmente difícil de compatibilizar com as Metodologias de Investigação Científica, pelo que a experiência nos diz que muitos das situações englobadas no 2º Grupo correspondem a situações em que a eficácia é maior do que a que os estudos demonstram.

O aumento da procura destes cuidados pelos pacientes, por força dos resultados obtidos são disso a maior prova, a par da integração destes cuidados de saúde nos sistemas nacionais de saúde de inúmeros países do mundo desenvolvido.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Partilhe

Partilhe esta publicação com os seus amigos!