Acne – Um problema com cura

A acne é uma condição cutânea de longa duração caracterizada por áreas de pontos negros, pontos brancos, pústulas, pele oleosa e possibilidade de aparecimento de cicatrizes. As consequências na aparência podem provocar ansiedade, diminuição da autoestima e, em casos extremos, depressão e pensamentos de suicídio pois a nível estético não é muito bonito.

Uma vez que este é um problema já bastante vulgarizado, existem já bastantes tratamentos de forma a melhorar a aparência da acne, entre as quais alteração no estilo de vida e alimentação (reduzir os hidratos de carbono e o açúcar), medicamentos para ajudar a atenuar o efeito do mesmo na pele.

A acne ocorre de forma comum durante a adolescência, estimando-se que afete entre 80 a 90% dos adolescentes no ocidental. Em 2010, estima-se que a acne tenha afetado 650 milhões de pessoas à escala global, o que o torna a 8ª doença mais comum em todo o mundo.

Caracterização da acne

A acne é geralmente caracterizada de 3 formas, que vão variar consoante a sua gravidade:

  • Ligeiro – É definido pela presença de pontos negros e brancos, e é apenas limitada ao rosto, com ocorrência ocasional de lesões inflamadas;
  • Moderado – É quando se verifica maior número de pápulas e pústulas (borbulhas internas) inflamatórias no rosto em comparação com os casos moderados, e quando também se verificam lesões de acne no corpo (costas e peito);
  • Grave – É considerado grave quando as lesões características do rosto são nódulos e cistos e se verifica envolvimento extensivo da região do tronco.

Em muitos casos, a acne deixa cicatrizes na pele que são o resultado da inflamação da camada dérmica da mesma, sendo que é estimado que estas ocorram em 95% das pessoas com a doença.

Quais são as causas mais comuns para a acne?

Existem 5 tipologias causais que são as mais comuns para originar a acne.

  • Genética – A predisposição pode ser explicada por fatores genéticos, que tem sido apoiada por diversos estudos que verificam a relação desta doença com os parentes mais próximos (1º grau).
  • Hormonal – A atividade hormonal, como o ciclo menstrual e a puberdade, podem contribuir para a formação de acne. Durante a puberdade, o aumento das hormonas sexuais, denominadas andrógenos, provoca o crescimento das glândulas foliculares, fazendo com que produzam maior quantidade de sebo.
  • Infeções – Existem estirpes de infeções (Propionibacterium acnes) que ainda não foram descobertas e que quando em contacto com o ser humano (em determinadas alturas da vida) aumentam a probabilidade de desenvolver esta doença.
  • Estilo de Vida – Fumar aumenta imenso o risco de desenvolver acne, sendo que a gravidade da doença aumenta proporcionalmente ao número de cigarros que fuma diariamente. A realização de uma alimentação pouco variada em nutrientes é também um dos fatores que promove o aparecimento da acne.
  • Psicológicas – Embora a relação entre a acne e o estresse ainda seja alvo de debate, a investigação indica que o aumento de gravidade na acne está associada a um maior nível de stresse.

Acne e a Medicina Tradicional Chinesa

Por comparação à medicina ocidental, a medicina tradicional Chinesa (MTC) não se centra na resolução dos sintomas, mas na eliminação das causas do acne. O tratamento de acne através da medicina tradicional Chinesa representa por isso uma abordagem mais holística e completa, e leva em consideração o equilíbrio de nosso corpo, para controlar os mecanismos responsáveis pelo surgimento do acne.

O tratamento proposto pela abordagem da MTC, não tem o risco da medicação ocidental que, nomeadamente no caso do acne, tem fortes efeitos secundários que podem apresentar até situações perigosas para a saúde.

Para a medicina tradicional chinesa a aparição de acne na pele está estreitamente relacionada com a disfunção do pulmão, baço, coração e fígado,

Uma vez que cada caso de acne é único, é importante a realização de um diagnóstico correto por parte de um especialista, de forma a poder ser realizado um tratamento adequado. O mesmo pode ser realizado através de acupuntura (está provado que a mesma é muito útil no tratamento desta patologia), fitoterapia, moxabustão, alteração de hábitos alimentares e mudança de rotina (como cessação tabágica).

Se sofre de acne ou qualquer patologia associada, e se conhece alguém que sofre da mesma, não espere mais. A Medicina Chinesa poderá ajudar no seu tratamento. Solicite-nos um contacto para o nº 243997479 ou por email: geral@tiandiren.pt.