A medicina Chinesa e os distúrbios alimentares

Sabia que pode ajudar quem tem um distúrbio alimentar?

Cada vez mais os distúrbios alimentares são uma realidade com que milhares de pessoas se debatem diariamente, seja por um apetite voraz, seja por não querer ingerir alimentos

Tal como a maioria das doenças, os diversos distúrbios alimentares podem ser tratados, e a facilidade de tratamento vai depender imenso de um diagnóstico efectuado após os primeiros sinais de aparecimento dos distúrbios. É importante que os familiares e amigos saibam que podem ser muitos úteis no tratamento de uma doença tão grave como é o caso dos distúrbios alimentares (muitas vezes as pessoas não ligam a determinadas alterações comportamentais, mas as mesmas podem ser indiciantes deste tipo de problema).

O que são distúrbios alimentares?

Os distúrbios alimentares são um conjunto de doenças, em que uma pessoa está tão preocupada com a comida e o seu peso que muita das vezes não consegue pensar noutra coisa. Os principais tipos de distúrbios alimentares são a anorexia nervosa, bulimia nervosa e compulsão alimentar, e mais recentemente começa a falar-se da ortorexia (preocupação excessiva com comer correctamente). Embora a maioria dos distúrbios alimentares aconteçam com mulheres, os homens estão cada vez mais a ter este tipo de problemas.

Ao contrário do que se pensa um distúrbio alimentar não se baseia apenas em comida. Um distúrbio alimentar pode passar facilmente despercebido por um longo período de tempo, e geralmente quando é reconhecido quem sofre com a doença nega que tem problemas alimentares.

Estes distúrbios geralmente não existem de forma isolada, eles coexistem com outras doenças como a depressão, o abuso de substâncias ou a ansiedade/stress.

Os distúrbios alimentares podem causar graves problemas físicos e podem em casos extremos ser fatais.

Medicina Chinesa e os distúrbios alimentares

A medicina chinesa, pode ser uma ajuda preciosa na solução destes desequilíbrios.

Na matriz da medicina chinesa nunca separamos os aspectos físicos dos aspectos mentais, e isso é muito importante para a abordagem dos problemas associados à alimentação;

A dietética chinesa e a fitoterapia, bem assim como a acupunctura e o Qi Gong (Ginástica energética) são um arsenal poderoso contra a anorexia, e bulimia, mas também redução do peso, ou na libertação de uma excessiva preocupação com “comer correctamente” podendo intervir junto dos pacientes, mas também junto dos familiares, abordando este problema de forma abrangente, pois estes distúrbios tanto para a medicina ocidental como para a medicina chinesa, estão muitas vezes relacionados com aspectos que dizem respeito não só à pessoa em causa, mas a toda a envolvente afectivo-relacional que rodeiam a pessoa que sofre.

Se conhece alguém que tenha esta doença (independentemente de ter sido diagnosticada há muito ou há pouco tempo) contacte-nos que poderemos ajudar a recuperar a sua saúde, já que temos ao seu dispor uma equipa altamente qualificada e experiente.

Telefone: 243 997 479 ou mail: geral@tiandiren.pt