Endometriose e a Medicina Tradicional Chinesa

Sabia que a endometriose afeta 1 em cada 10 mulheres em todo o mundo?

A endometriose é uma doença que se caracteriza pelo crescimento das placas de tecido endometrial (que normalmente só se encontra no revestimento interno uterino – endométrio), fora do útero.

Regra geral, a endometriose costuma afetar apenas o revestimento da cavidade abdominal ou a superfície dos órgãos abdominais, mas às vezes desenvolve-se também sobre os ovários e os ligamentos que sustêm o útero, no entanto em casos mais graves as placas podem depositar-se em locais bem distantes do útero.

Esta patologia pode ser em muitos casos difícil de identificar pois numa grande parte das vezes é confundida com cólicas menstruais.

Existem diversos tipos de sintomas que estão associados, por isso caso se reveja em algum deles é importante que consulte um especialista para que a possa ajudar antes da evolução da patologia. Os sintomas mais usuais são:

  • Dor na parte inferior do abdómen e zona pélvica;
  • Irregularidades menstruais;
  • Dor durante as atividades sexuais;
  • Inchaço abdominal;
  • Dor durante a defecação;
  • Hemorragia retal durante a menstruação;

Endometriose e a Medicina Convencional

A Medicina Ocidental não tem ainda bem clara a explicação para o aparecimento desta patologia, no entanto supõem-se que possa ter uma associação hereditária, e também possa agravar-se pelo stress e pela vida agitada. O diagnóstico é muito difícil, pois baseia-se fundamentalmente em critérios clínicos e em exames invasivos, e em última análise só pode ser confirmado por exame cirúrgico.

Para a medicina convencional o tratamento depende dos sintomas da doente, da sua vontade de engravidar e da sua idade, bem como da extensão da doença. No entanto existem 2 tipologias de tratamento:

  • Fármacos (que suprimem a atividade dos ovários e retardam o crescimento do tecido endometrial incluem uma combinação de contracetivos orais, progestagénios, danazol e o antagonista da hormona libertadora de gonadotropinas (GnRH)). O tratamento farmacológico não cura a endometriose, já que habitualmente a doença reaparece uma vez terminado o tratamento.
  • Cirurgia – Se uma mulher tem endometriose entre moderada e grave, a cirurgia é o tratamento mais eficaz. O médico extrai todo o tecido endometrial possível que se encontra fora da cavidade uterina, mas geralmente preservando a capacidade reprodutora da mulher. No entanto, só a extração cirúrgica de ambos os ovários impede a recorrência da endometriose.
  • Ainda não é completamente consensual mas aceita-se que a endometriose possa ser uma causa de infertilidade.

Endometriose e a Medicina Tradicional Chinesa

A medicina tradicional chinesa é reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como detentora de elevadas vantagens no tratamento de qualquer tipo de dor. Através de um diagnóstico energético, a Medicina Chinesa recorre à sua abordagem terapêutica para tratar a origem da dor, aliviando-a e, por vezes, curando-a, dependendo da sua patologia. No caso da Endometriose, a MTC poderá ser valiosa no alívio da dor.

Para além do alivio da dor, a Medicina Chinesa pode ser uma excelente forma de reverter a acumulação de placas no endométrio, através do uso combinado da acupunctura e da fitoterapia

Uma vez que cada caso é diferente, a sua origem é primeiramente verificada por um especialista que após uma correta análise irá indicar-lhe qual o tratamento mais adequado para o seu caso. O recurso a diversas técnicas da medicina chinesa podem ser realizadas, aplicando técnicas como acupuntura (de forma como complementar, para potencializar resultados nos casos que não respondem de forma adequada ao tratamento convencional. Utilizando as agulhas, é possível relaxar e combater o stress, um dos fatores que apontam para o desenvolvimento da endometriose. O uso da acupuntura também alivia o quadro de dor, adversidade que alguns remédios não conseguem reverter), fitoterapia, massagens tui na e aconselhamento alimentar.

Se sofre de endometriose (ou se tem alguns dos sintomas descritos anteriormente) ou se conhece alguém que sofre desta patologia, não espere mais. A Medicina Chinesa poderá ajudar no tratamento da mesma. Solicite-nos um contacto para o nº 243997479 ou por email: geral@tiandiren.pt