Menopausa e a Medicina Tradicional Chinesa

Não existe uma idade certa para a menopausa, podendo a mesma ocorrer entre os 45 e os 55 anos.

Umas mais cedo, outras mais tarde, no entanto todas as mulheres vão ter de passar pela tão famosa menopausa. Embora este seja o fim de uma etapa é também o início de outra.

A menopausa designa o período fisiológico que se caracteriza pelo encerramento dos ciclos menstruais e ovulatórios. Inicia-se com idade variável, mas normalmente entre os 45 e 55 anos. Afirma-se que uma mulher esteja na menopausa quando a mesma apresenta ausência de ciclos menstruais há mais de um ano.

Algumas alterações que acontecem na menopausa são:

  • Cérebro: alterações de humor e da memória, irritabilidade, depressão, ansiedade, dor de cabeça e enxaqueca;
  • Pele: aumento da sensibilidade ao calor, vermelhidão, acne e pele seca;
  • Mamas: aumento da sensibilidade da mama e caroços;
  • Articulações: Diminuição da mobilidade articular, rigidez;
  • Sistema digestivo: Tendência a prisão de ventre;
  • Músculos: cansaço, dor nas costas, diminuição da força muscular;
  • Ossos: Perda da densidade óssea;
  • Sistema urinário: secura vaginal, enfraquecimento dos músculos que suportam o reto, útero e bexiga, tendência a desenvolver infeções urinárias e vaginais;
  • Fluidos corporais: retenção de líquidos e aumento da pressão arterial.

Os principais sintomas da menopausa são:

  • Ondas de calor
  • Suores noturnos
  • Distúrbios de sono
  • Menstruação irregular
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Alterações de humor
  • Dores nas articulações
  • Cansaço
  • Aumento de Peso
  • Infeção urinária
  • Sensação de barriga inchada

Menopausa e a Medicina Tradicional Chinesa

A medicina tradicional chinesa, enquanto tratamento não invasivo apresenta diversas soluções para que a menopausa não tenha um efeito negativo na sua vida, e sem qualquer efeito colateral.

A medicina chinesa diminui os efeitos indesejáveis associados á menopausa, quer os conhecidos afrontamentos, quer outras complicações menos conhecidas e menos visíveis, como a osteoporose, o risco de enfarte do miocárdio (que nas mulheres pós menopausa é igual aos homens), bem como a secura das mucosas e a perda libido (relações sexuais).

Para esta medicina milenar, o desequilíbrio energético do Rim é a principal causa de todo o desconforto associado à menopausa. Uma vez que cada mulher pode ter diversos sintomas completamente diferentes, é importante a realização de um diagnóstico energético para cada caso.

Um especialista avalia a situação do utente e aplica os tratamentos que achar mais adequados para o mesmo. Estes podem ser aplicados em simultâneo ou de forma individual, e aqueles que são vulgarmente utilizados são a acupuntura (reduzindo os sintomas de calor e harmonizar o sistema nervoso), a fitoterapia (no sentido de repor as faltas energéticas), e prescrição de uma alimentação baseada em alimentos ricos em yin (energia – frutas, legumes…).

Todas as mulheres vão ter de passar pela menopausa, no entanto esta fase da sua vida não tem de ser sinal de sofrimento. Caso se encontre na menopausa contacte-nos que iremos ajudar a tratar todos os sintomas que tem atualmente.