Síndrome do Canal Cárpico e a Medicina Chinesa

Sabia que a Síndrome do Canal Cárpico afeta mais as mulheres do que os homens?

O síndrome do canal cárpico é uma condição causada por um aperto nervoso ao nível da face anterior do punho, e pela compressão do nervo meridiano que é responsável por controlar a sensibilidade da palma do polegar, dedo indicador, médio e a sua ação.

A compressão do nervo ocorre quando os tecidos que rodeiam os tendões flexores no punho (bainhas sinoviais) ficam inflamados, provocando um inchaço que exerce pressão sobre o nervo mediano, causando assim esta patologia.

Embora se defenda que esta patologia não tenha uma única causa associada, mas sim uma conjunção de diversos fatores, as causas mais comuns são:

  • Doenças reumáticas;
  • Fraturas do punho;
  • Gravidez;
  • Diabetes;
  • Uso excessivo do punho (através de profissões como operadores de caixa, dactilógrafos, operadores fabris, determinado tipo de atletas…);
  • Doenças de tiroide (nomeadamente hipotiroidismo);

Os sintomas que são muitas vezes associados a este tipo de Síndrome do Canal Cárpico são os seguintes:

  • Dores;
  • Adormecimento da mão;
  • Formigueiros;
  • Sensação de fraqueza na mão;
  • Dificuldade em segurar objetos;
  • Dificuldade em fechar a mão com força.

A Medicina Tradicional e a Síndrome do Canal Cárpico

Para a Medina Tradicional esta patologia pode ser solucionada de duas formas distintas:

  • Tratamento não cirúrgico – Obtido através da mudança de profissão (de forma a reduzir o impacto que os pulsos têm na atividade diária, reduzindo assim o edema), colocação de uma tala no pulso ou através de medicamentos anti-inflamatórios (em comprimidos ou injetados diretamente no nervo);
  • Tratamento cirúrgico – Quando os sintomas são muito intensos, a cirurgia é uma opção válida para alargar o canal cárpico e diminuir a pressão do nervo (sendo que após a mesma pode sentir uma sensação dolorosa que pode durar meses). No entanto caso volte a fazer grandes esforços é provável que todos os sintomas voltem novamente.

A Medicina Tradicional Chinesa e a Síndrome do Canal Cárpico

Para a Medicina Chinesa, a Síndrome do Canal Cárpico pode ter como causa o uso do punho em determinadas funções, mas também considera que o organismo tem algum tipo de desequilíbrio que não lhe permite manter a estrutura ou a função da articulação de forma a evitar a dor e a perda de função. De facto a realidade é que nem todas as pessoas com a mesma tarefa apresentam as mesmas lesões, e que mesmo algumas pessoas apresentam estas queixas sem uma relação com a execução de tarefas repetitivas, e muitas vezes os sintomas voltam após o tratamento cirúrgico.

Para a medicina chinesa, há neste, como na maioria dos casos, duas coisas que devem ser feitas:

  1. Aliviar as queixas do paciente, numa primeira fase
  2. Tratar a origem normalmente associada a uma disfunção do sistema músculo-esquelético, mais generalizada mas que a Medicina Ocidental não detecta ou valoriza

No entanto, uma vez que cada caso é um caso, um especialista em Medicina Chinesa avalia cada um de forma individual, de forma a poder aplicar-lhe o tratamento mais adequado à sua necessidade, podendo ser utilizadas diversas técnicas como acupuntura (pode auxiliar no tratamento diminuindo a dor e edema local, aumentando a sensibilidade e força muscular.), massagens tui na (ajudando no relaxamento dos músculos e tendões, eliminado a obstrução dos meridianos e colaterais afetados, promovendo a circulação sanguínea e eliminando os bloqueios e estases de qi) e moxabustão.

Nunca deverá optar por uma cirurgia destinada a resolver este problema sem primeiro recorrer a todo o arsenal terapêutico disponível e a Medicina Chinesa tem, nesta patologia em particular, uma forte palavra a dizer.

Se sofre de síndrome do canal cárpico ou se conhece alguém que sofre recorrentemente desta patologia, não espere mais. A Medicina Chinesa poderá ajudar no tratamento da mesma. Solicite-nos um contacto para o nº 243997479 ou por email: geral@tiandiren.pt